12 de Abril de 2011

O distrito de Portalegre engloba quinze concelhos e oitenta e seis freguesias.

 

1.º O Concelho de Alter do Chão tem quatro freguesias.

a) Alter do Chão............................. 2 556 habitantes.

b) Chancelaria................................ 536 habitantes.

c) Cunheira.................................... 457 habitantes.

d) Seda........................................ 389 habitantes.

 

2.º O Concelho de Arronches tem três freguesias.

a) Assunção..................................... 2 059 habitantes.

b) Esperança.................................. 881 habitantes.

c) Mosteiros................................... 449 habitantes.

 

3.º O Concelho de Avis tem oito freguesias.

a) Alcorrêgo..................................... 427 habitantes.

b) Aldeia Velha................................  339 habitantes.

c) Avis............................................. 1 950 habitantes.

d) Benavila...................................... 1 017 habitantes.

e) Ervedal....................................... 689 habitantes.

f) Figueira e Barros......................... 356 habitantes.

g) Maranhão................................... 98 habitantes.

h) Valongo...................................... 321 habitantes.

 

4.º O Concelho de Campo Maior tem três freguesias.

a) Nossa Senhora da Expectação........ 3 788 habitantes.

b) Nossa Senhora da Graça dos Degolados.... 536 habitantes.

c) São João Baptista.............................4 063 habitantes.

 

5.º O Concelho de Castelo de Vide tem quatro freguesias.

a) Nossa Senhora da Graça de Póvoa e Meadas........ 696 habitantes.

b) Santa Maria da Devessa.............................. 1716 habitantes.

c) Santiago Maior.......................................... 426 habitantes.

d) São João Baptista...................................... 1 034 habitantes.

 

6.º O Concelho do Crato tem seis freguesias.

a) Aldeia da Mata........................................ 482 habitantes.

b) Crato e Mártires..................................... 1804 habitantes.

c) Flor da Rosa............................................ 328 habitantes.

d) Gáfete.................................................. 1 063 habitantes.

e) Monte da Pedra........................................ 327 habitantes.

f) Vale de Peso............................................ 344 habitantes.

 

7.º O Concelho de Elvas tem onze freguesias.

a) Ajuda, Salvador e Santo Ildefonso........................ 2061 habitantes.

b) Alcáçova.......................................................3 865 habitantes.

c) Assunção...................................................... 9 994 habitantes.

d) Barbacena.....................................................778 habitantes.

e) Caia e São Pedro..............................................3 779 habitantes.

f) Santa Eulália..................................................1 334 habitantes.

g) São Bráz e São Lourenço.................................... 1 946 habitantes.

h) São Vicente e Ventosa....................................... 1 100 habitantes.

i) Terrugem....................................................... 1 307 habitantes.

j) Vila Boim....................................................... 1 257 habitantes.

l) Vila Fernando.................................................. 400 habitantes.

 

8.º O Concelho de Fronteira tem três freguesias.

a) Cabeço de Vide.............................................. 1 133 habitantes.

b) Fronteira..................................................... 2 260 habitantes.

c) São Saturnino................................................ 339 habitantes.

 

9.º O Concelho de Gavião tem cinco freguesias. (1)

a) Atalaia...................................................... 165 habitantes.

b) Belver....................................................... 900 habitantes.

c) Comenda..................................................... 982 habitantes.

d) Gavião....................................................... 1 814 habitantes.

e) Margem..................................................... 1 026 habitantes.

 

10.º O Concelho de Marvão tem quatro freguesias.

a) Beirã........................................................ 596 habitantes.

b) Santa Maria de Marvão.................................. 645 habitantes.

c) Santo António das Areias................................. 1 261 habitantes.

d) São Salvador da Aramenha............................... 1 527 habitantes.

 

11.º O Concelho de Monforte tem quatro freguesias.

a) Assumar..................................................... 687 habitantes.

b) Monforte.................................................... 1 248 habitantes.

c) Santo Aleixo................................................ 787 habitantes.

d) vaiamonte................................................... 671 habitantes.

 

12.º O Concelho de Nisa tem dez freguesias.

a) Alpalhão............................................. 1 517 habitantes.

b) Amieira do Tejo..................................... 309 habitantes.

c) Arez.................................................. 362 habitantes.

d) Espírito Santo....................................... 2 057 habitantes.

e) Montalvão............................................ 597 habitantes.

f) Nossa Senhora da Graça........................... 1 573 habitantes.

g) Santana............................................... 445 habitantes.

h) São Matias........................................... 447 habitantes.

i) São Simão.............................................. 156 habitantes.

j) Tolosa.................................................. 1 122 habitantes.

 

13.º O Concelho de Ponte de Sôr tem sete freguesias.

a) Foros de Arrão...................................... 1 037 habitantes

b) Galveias............................................... 1 429 habitantes.

c) Longomel............................................... 1 494 habitantes.

d) Montargil............................................. 4 000 habitantes.

e) Ponte de Sôr......................................... 11 000 habitantes.

f) Tramaga.............................................. 1 732 habitantes.

g) Vale de Açôr......................................... 862 habitantes.

 

14.º O Concelho de Portalegre tem dez freguesias.

a) Alagoa................................................. 715 habitantes.

b) Alegrete............................................... 2 055 habitantes.

c) Carreiras............................................... 674 habitantes.

d) Fortios.................................................. 700 habitantes.

e) Reguengo................................................ 712 habitantes.

f) Ribeira de Nisa........................................ 1474 habitantes.

g) S. Julião................................................ 444 habitantes.

h) S. Lourenço............................................. 5 781 habitantes.

i) Sé......................................................... 9 987 habitantes.

j)  Urra .................................................... 2 117 habitantes.

 

15.º O Concelho de Sousel tem quatro freguesias.

a) Cano .................................................... 1 537 habitantes

b) Casa Branca ............................................1392 habitantes

c) Santo Amaro ........................................... 706 habitantes.

d) Sousel ................................................... 2 145 habitantes.

 

Confessa que está cansado.

Queria ir mais além nos números...

Que trabalheira.

Julgavas vós que a coisa ficava assim.

Não. Venham daí.

 

O Concelho de Elvas é o que tem mais população.

 

Elvas ............................................................27 641 habitantes.

Portalegre.....................................................24 659 habitantes.

Ponte de Sôr.................................................21 554 habitantes.

Nisa...............................................................8 585habitantes.

Campo Maior ................................................ 8 387 habitantes.

Sousel .......................................................... 5 880 habitantes.

Avis .............................................................. 5 207 habitantes. (2)

Gavião .........................................................  4 887 habitantes.

Crato............................................................  4 348 habitantes.

Castelo de Vide............................................  4 172 habitantes.

Marvão.........................................................   4 029 habitantes.

Alter do Chão ..............................................   3 938 habitantes.

Arronches ....................................................   3 389 habitantes.

Monforte ......................................................   3 383 habitantes.

 

Bem vai a fazer dez anos. Era bom que a coisa se mantivesse. Era bom. Sei apenas que não.

Mas no professorado do parente e amigo Chico Talha se lhe dirá que há-de ser o que for e à boa mente.

 

(1) Gostava de aqui deixar uma resalvada em outros tempos.

Olhando agora para a coisa, parece que sinto algo de novo.

Não lhe vejo a mesma coisa que lhe vi em tempos que lá vão na campina.

Ao dizer que a freguesia de Comenda nunca esteve na segunda posição, não sei bem agora. Tudo depende. Julgo que Belver e Margem comportam dez lugares habitados cada uma. A Comenda só tem dois. Não sei se a sede entre as três, a Comenda não terá mais povoação.

 

Gostava que os meus caros olhassem bem para os números. Vai a fazer dez anos. Eles não serão os mesmos agora em 2011. Algo vai mexer nestas terras alentejanas... Que deserto está ficando ou lá uma Sibéria.

 

 (2) Era bom que este meu concelho, um dia, ele agora assim se encontrasse no presente. Sei apenas que não. Ninguém gosta dar notícias com um sabor amargo...

 

 

publicado por DELFOS às 10:52
10 de Março de 2011

Fica Tolosa a 11,8 quilómetros da sede de concelho e a 29 ,6 da sede do distrito - mas olhe lá meu caro Américo Costa, o amigo não acha que as distâncias referidas no seu livro ou lá Dicionário Corográfico de Portugal Continental e Insular, as distâncias, elas não estarão sendo ultrapassadas? Não me diga que estes tipos de lá Lisboa mandaram fazer uma nova estrada e que passa ao lado da nossa amada e querida Vila de Tolosa e a distância fica sendo a mesma. Não! Olhe que o blog não acredita. Não me diga que o que ficou só a ganhar foi um tapete para a capital Portalegre. Vá lá. O amigo faça lá o favor e venha cá abaixo e corriga lá o erro ou o venha lá a validar. O amigo também alguma vez lá pensou no seu tempo ser só estradas a passar ao lado, das nossas terras e nos a cercar? Não! Não estava lá no programa pois nâo? Vá-se lá entender a coisa lá para os lados de Lisboa que é so estradas...

 

O blog na sua última postagem já tinha colocado, mas não resiste e vem outra vez a colocar, a informação é sua e o escrito lhe pertence e a César o que é de César e o seu a seu dono O Concelho de Tolosa foi extinto em 1836, passando ao de Alpalhão, extinto este, por decreto de Outubro de 18555 - passou ao de Nisa, tendo sido anexado ao Concelho do Crato por decreto de 26 de Setembro de 1895, voltando ao de Nisa por decreto de 10 de Janeiro de 1898, no qual ainda hoje se encontra - mas olhe lá meu caro amigo, esta Tolosa foi assim tão galpinante? Era assim tão espivitada e pulante? Tinha assim tantos bichos carpinteiros que não a obrigava a ficar quieta como uma donzela ou uma dama? Não! Ou naquele tempo o Jorge Lação já tentava diminuir as freguesias e um Francisco de Assis se recusava a debater a redução dos municípios... Me mande ao menos notícias na volta do correio que político na praça só me dá bola e não se esqueça lá por favor meu amigo Américo Costa. No caso de cá não poder vir abaixo me diga lá qualquer coisinha...

 

Mas é esta Tolosa. Mas é esta Graciosa Tolosa. Ao que parece - ao menos isso - a data de 1212, existe uma concordância entre si e o parente Pinho Leal e parente José Leite de Vasconcelhos. O blog está contente. Em termos de datas nem sempre consegue descortinar um registo idêntico sobre o mesmo assunto e por vários autores. seguindo o atrás citado - O que se sabe ao certo é ser a povoação bastante antiga, porquanto o seu primeiro foral data de 1212 e lhe foi concedido pelo Grão-Prior do Crato.

 

Mas não nos afastemos muito do que é seu e por direito lhe pertence Povoação e freguesia de S. Marcos (antes de 1930, Nossa Senhora da Encarnação, como actualmente) - esta coisa nesse tempo delas mudarem o seu nome e depois voltarem ao mesmo, o blog confessa que não compreende, que blog pensa que a de Gáfete e a de Castelo da Comenda exemplos mais que perto e não utilizando lá a cábula é o exemplo -. Teve foral dado pelo Grão-Prior do Crato (Torre do Tombo, gav. 15 maço 9. no.18), com privilégios iguais aos de Évora, segundo Pinho Leal. Aquele autor diz que teve outro foral em 1281 e dá a data de 1212 - será que naquela altura já existia as doze vilas acasteladas do Crato - para o anterior. Tolosa foi vila e sede de concelho - aqui o blog ainda não conseguiu saber se tinha Misericórdia, que ontem aqui no blog quando disse Misericórdia de Tolosa apenas se estava a referir à Misericórdia de Nisa e sendo o Centro de Tolosa uma ramificalção de Nisa como acontece no Castelo da Comenda.

 

Mas continuando lá a coisa que ela não pode parar - que embora um dia ela possa parecer que está parada, a dita acaba sempre por voltar e apresentará cada vez sempre mais força - e ela não pode parar e se lhe faça tudo para a calar volta a citar o parente Américo Costa Em 1527, segundo o Cadastro esta Vila era do Priorado do Crato e jurisdição e rendas do infante. As sisas e terças do concelho pertenciam ao Rei. Tinha uma só freguesia com 42 moradores, sem nenhum no termo. Este partia com Nisa por Nordeste, com a vila de Arez por les-nordeste, com Comenda ao poente e com Arneiro ao Norte.

Em 1708 tinha dois juízes ordinários, 2 vereadores, um procurador do Concelho, 1 escrivão da Câmara e almoçaria, 1 Tabelião do judicial, 1 porteiro e carcereiro - mas digam lá caros leitores, a coisa se não era ela obra...

publicado por DELFOS às 08:19
20 de Fevereiro de 2011

O concelho de Nisa faz fronteira com os concelhos de Gavião, Abrantes, Crato, Castelo de Vide e Vila Velha de Ródão.

Detém uma área de 575,8 km2 e uma densidade populacional de 14,0 habitantes por km2.


Com uma população residente de 8585 indivíduos (2001), o concelho assistiu a um decréscimo populacional, entre 1991 e 2001, em cerca de 13,0%.


A sua população residente caracteriza-se por ser significativamente envelhecida, na medida em que o seu índice de envelhecimento é bastante superior ao de jovens.

Em relação ao índice de dependência total podemos verificar que existe uma proporção da população bastante elevada que se encontra dependente da população activa.

Esta situação regista-se em todas as freguesias do concelho.


Relativamente ao nível de instrução da população residente no concelho podemos verificar que esta se caracteriza pelas baixas qualificações, pois a maioria apenas possui o 1º ciclo do ensino básico.


No que respeita á economia o Concelho de Nisa apresenta uma taxa de actividade de 34,9%, e uma taxa de desemprego relativamente baixa (4,4%) tendo em conta os valores apresentados nos restantes concelhos do Norte Alentejano.

O sector de actividade que emprega mais pessoas no Concelho é o terciário. No entanto na freguesia de Tolosa o sector com mais expressividade é o sector secundário.

A produção de queijo é uma actividade com peso significativo na economia local.

Em todo o concelho especialmente na freguesia de Tolosa existem produtores de queijo de âmbito familiar a par de unidades fabris de maior dimensão dotadas de instalações e equipamentos modernos.

Ao nível da estrutura do tecido empresarial pode-se dizer que a maioria das empresas existentes no concelho pertencem ao sector do comércio (cerca de 321).

Logo de seguida estão as empresas ligadas á agricultura, produção animal, caça e silvicultura (cerca de 174) e ás industrias transformadoras (125).

As actividades mais relevantes para a economia do concelho estão ligadas essencialmente ao sector agro-pecuário (enchidos, queijarias) e também ao sector das indústrias extractivas (pedra).

 

Há ainda a destacar o sector turístico (relacionado com as termas). Outra das potencialidades do concelho prende-se com a proximidade do rio Tejo, que potencia todas as actividades ligadas ao turismo, nomeadamente actividades de animação turística e ligadas á conservação da natureza.


Situação Geográfica

 

Nisa é uma vila Portuguesa do Distrito de Portalegre, região Alentejo e sub-região do Alto Alentejo.

O concelho de Nisa faz fronteira com os municípios de Gavião, Abrantes, Crato, Castelo de Vide e Vila Velha de Ródão.

É constituído pelas seguintes freguesias: Alpalhão, Amieira do Tejo, Arez, Espírito Santo, Montalvão, Nossa Senhora da Graça, São Matias, Santana, São Simão e Tolosa.

 

 

 

 

O referido estudo, ele neste concelho, ele não nos dá a população de 1991. Mas o mesmo regista em 2001, uma população de 8585 indivíduos. O mesmo acrescenta - sem citar o número da população de 1991 - houve, neste concelho de Nisa uma variação de 13,0 a menos.

 

 

 

O Índice de Juventude em Alpalhão é de 15,3. Na Amieira do Tejo é de 5,5. Em Arez 13,5. Em Espírito Santo é de 17,7. O Índice da Juventude em Montalvão é de 6,0. Na N. Srª da Graça 17,1. Em S. Matias 10,3. Em Santana 10,1. Em S. Simão 2,6. Na Tolosa - na Graciosa Tolosa - o Índice da Juventude é de 16,3.

 

 

 

No tocante ao Índice de Envelhecimento, Alpalhão 313,4; Amieira do Tejo 781,8; Arez 700,0; Espírito Santo 224,2; Montalvão 1257,1; N. Srª da Graça 206,0; S. Matias 1750,0; Santana 900; S. Simão 11300,0; A de Tolosa 309,2.

 

 

 

Índice de Dependência dos jovens, Alpalhão 19,5; Amieira do Tejo 19,1; Arez 15,4; Espírito Santo 18,8; Montalvão 12,9; N. Sr.ª da Graça 20,6; S. Matias 5,4; Santana 13,9; S. Simão 2,4; Tolosa 19,9.

 

 

Índice de dependência de idosos, Alpalhão 61,3; Amieira do Tejo 149,6; Arez 108,0, Espírito Santo 42,1; Montalvão 162,2; N. Srª da Graça 42,5; S. Matias 94,2; Santana 125, 1; S. Simão 269,0; Tolosa 58,8.

 

 

 

Índice de dependência total, Alpalhão 80,8; Amieira do Tejo 168,7; Arez 123,5; Espírito Santo 60,8; Montalvão 175,1; N. Sr.ª da Graça 63,2; S. Matias 99,6; Santana 139,0; S. Simão 271,4; Tolosa 77,8.

 

 

 

Nos Censos 2001, a distribuição da população no concelho segundo os grupos etários, era dos 0-14 anos uma população de 837. Dos 15 aos 64 anos a população era 4659 pessoas. Mais de 65 anos a população contava com 3089 indivíduos.

 

 

 

A Taxa de Analfabetismo neste concelho era de 21,3%.

 

 

 

População Activa - 2994.

População empregada - 2746.

Taxa de Actividade - 34,9.

 

 

 

A taxa de desemprego no ano de 2001, era neste concelho de Nisa de 4,4%.

 

 

 

As principais actividades económicas neste concelho, agricultura, queijarias, extracção de pedra e turismo termal.

publicado por DELFOS às 09:03
19 de Fevereiro de 2011

FREGUESIA DE GAVIÃO

ANOS ... POPULAÇÃO
1864 ... 1704

1878 ... 1799

1890 ... 2064

1900 ... 2040

1911 ... 2251

1920 ... 2483

1930 ... 2680

1940 ... 2931

1950 ... 3020

1960 ... 2801

1970 ... 1995

1981 ... 2021

1991 ... 2006

2001 ... 1814


Esta freguesia é uma vila e sede do concelho de Gavião. Tem uma área de 57,85 Km2 e é um espaço a ser descoberto.....
publicado por DELFOS às 02:56
18 de Fevereiro de 2011

NÚMERO DE HABITANTES

FREGUESIA DE BELVER

Anos ... População

1864 ... 1479
1878 ... 1640
1890 ... 1926
1900 ... 2160
1911 ... 2471
1920 ... 2494
1930 ... 2646
1940 ... 2983
1950 ... 3017
1960 ... 2618
1970 ... 1990
1981 ... 1563
1991 ... 1184
2001 ... 1026

publicado por DELFOS às 06:56

Havia no concelho do Crato um lugar chamado Gaffete, povoação muito antiga.
O seu nome mostra que já existia pelo menos no tempo em que os árabes dominaram a península.
Segundo o censo de 1527, ordenado por D. João III na primeira metade do século XVI, Gáfete era povoação pequena ainda. Diz assim textualmente o livro do número dos moradores: "Termo I - Há uma aldeia que se chama Gaffete, 2 légoas da vila a norte, que tem 105 moradores das quais 16 viúvas e 16 molheres solteyras, que vivem por sy, sam trez e dous crellegos - CV".

No século XVII a população tinha aumentado muito. Durante a Guerra da Restauração os moradores de Gáfete combateram galhardamente os castelhanos.
Como a terra não tinha muralhas, construíram uma trincheira de pedra e assim puderam resistir às investidas dos inimigos que durante 28 anos por todos os meios tentaram dominar Portugal (o lugar onde os Gafetenses construíram a trincheira, é a parte denominada "castelo", certamente por ali terem sido feitas as trincheiras onde foi possível combater os castelhanos obrigando-os a recuar).

Nesse tempo ainda Gáfete não era vila.

Tinha porém já um termo com jurisdição civil, 2 juizes, 2 vereadores e 1 procurador do Concelho.

Tinha além disso 1 Capitão - mor, 1 Sargento - mor, duas Companhias de Ordenanía e 1 Auxiliar, os quais na Guerra da Restauração prestaram bons serviços, quer em campanha quer nas guarnições das povoações vizinhas fortificadas. Reinava D. Pedro II quando da investida do inimigo ao lugar de Gáfete.

Este Rei sabedor do feito dos nossos antepassados, quis recompensar tão valentes homens, mas os nossos antepassados, cheios de amor pela sua Terra, e no desejo de a engrandecer, pediram uma única coisa ao Rei: "que lhes fizesse mercê de fazer Vila ao dito lugar".
Nesta petição a D. Pedro II diziam que "estando o dito lugar junto de Castela, pelo valor com que sempre lhes resistiram". Em vista da informação favorável do Provedor da Câmara de Portalegre, dos Oficiais da Câmara do Crato e do Provedor da Coroa, D. Pedro II concedeu a "mercê" que lhe era pedida, passando o respectivo Alvará em 20 de Dezembro de 1668, precedendo o pagamento de 56$000 réis.

(Notas recolhidas pelo professor Viriato Nunes Crespo, através do professor Manuel Subtil (Torre do Tombo 105 Gaveta 5 - Março 1, nº 47))

http://aaccrato.no.sapo.pt/gafethst.htm
publicado por DELFOS às 00:45
17 de Fevereiro de 2011

A Vila teve a designação de: Vila Nova de S. João Baptista de Gáfete.
O "termo" era pequeno, tinha apenas uma légua e meia de comprimento por uma légua de largura. Mas o lugar de Gáfete , mereceu passar a ser uma Vila!

Em 1758 já tinha 207 "vizinhos", nome que se dava às famílias que constituiam a Vila de Gáfete, e uma população de 569 almas (pessoas).

A Igreja Matriz, bom templo de uma só nave, fica no centro da Vila. Notável o Altar - mor, em talha dourada que foi feito no século XVII (setecentista). Além disso tinha-mos 5 ermidas: S. Pedro, Sto António, Espirito Santo, S. Marcos e a de Santa Catarina, esta já destruída.

No século XVIII, Gáfete tinha uma albergaria para pobres e peregrinos que iam de passagem.

A Misericórdia, cuja Igreja é pequena (capela do Espirito Santo), tinha nessa época 80$000 réis de renda.

Só uma última nota para vermos a importância que Gáfete tinha no século XVI. No recenseamento mandado fazer por D. João III em 1532 viu-se que Gáfete tinha na altura 105 moradores e Tolosa só tinha 42 moradores.

(Notas recolhidas pelo professor Viriato Nunes Crespo, através do professor Manuel Subtil (Torre do Tombo 105 Gaveta 5 - Março 1, nº 47))

http://aaccrato.no.sapo.pt/gafethst.htm
publicado por DELFOS às 02:21
15 de Fevereiro de 2011

Mas é a graciosa Vila de Tolosa em terras do concelho de Nisa. Meus amigos e caros e lhe dando o seguimento devido, na suavidade e na ligeira, hoje vamos falar da sua população actual. Não é trabalho completo que lá muita pena. Mas na pág. 17, Pequena Monografia de Tolosa, a sua autora, Alzira da Cruz Leitão, sua obra literária regista o seguinte: " Na primeira metede deste século, a população de Tolosa aumentou considerávelmente. Vejamos agora três exemplos bastante elucidativos:

Recenseamento de 1900

286 fogos - 936 habitantes

Recenseamento de1940

655 fogos - 1947 habitantes

Recenseamento de 1950

680 fogos - 2268 habitantes

Todavia, tal como aconteceu na grande maioria das populações do interior, o número de habitantes decresceu assustadoramente na década de 60 e nos primeiros anos da década de 70:

Recenseamento de 1960

669 fogos - 2277 habitantes

Recenseamento de 1970

623 fogos - 1587 habitantes. "

O blog vai terminar e dizendo aos amigos e caros que a coisa não está mal. Olhando o resultado desta freguesia em 2001 na WIKpédia, onde, a mesma regista 1122 habitantes. Em 30 anos passados desde 1970 a 2001, dizer apenas, esta graciosa Tolosa só perdeu 456 habitantes. Pode ser muita assim vós o achais, mas o blog "Gavião no Alentejo" na sua prosa vos diz, a coisa do número está muita mesmo bom, que olhando assim para outras até treme...

publicado por DELFOS às 03:48
12 de Fevereiro de 2011

As dinâmicas demográficas do Norte Alentejano no século XX acompanham as evoluções verificadas ao nível da NUTS II Alentejo, registando-se um crescimento populacional contínuo na metade do século (especialização e expansão do modelo agrícola cerealífero), seguindo-se um período acentuado de perda até aos anos 70 (regressão da agricultura, êxodo rural) e depois um período de menor decréscimo populacional.

No período entre 1991 e 2001, o Norte Alentejano perdeu cerca de 9% da sua população.

Todos os municípios registaram decréscimos populacionais, no entanto, os municípios de Gavião (- 17,4%), Crato (-14,1%), Nisa (-12,9%) e Alter do Chão (-11,3%) foram os que apresentaram maiores perdas populacionais. O município de Campo Maior foi o que registou uma menor perda populacional.

Em 2001, a população residente nos doze municípios em estudo era de 79.166 indivíduos, um valor inferior ao da região Alentejo (24,4) e bastante inferior à densidade populacional de Portugal continental (110,9).

Dos doze concelhos em análise, sete possuem menos de 5 mil habitantes e apenas um (Elvas) possui mais de 20 mil habitantes.

Quanto à densidade populacional, o Norte Alentejano apresenta uma densidade populacional baixa, cerca de 19,9 hab/km.

Os concelhos de Monforte e Avis apresentam densidades populacionais inferiores a 10 hab/km. Campo Maior apresentam uma densidade populacional superior a 30 hab/km.


Nisa, Castelo de Vide, Crato, Alter do Chão e Arronches registam densidades populacionais que variam entre os 11 e os 20 hab/km.

Entre 2001 e 2008 o ritmo de recuo demográfico acentuou-se para o conjunto da região que registou tendências regressivas quer ao nível do saldo natural quer ao nível do saldo migratório, destacando-se os concelhos de Arronches, Castelo de Vide, Avis e Campo Maior por evidenciarem capacidade para atrair fluxos populacionais (saldos migratórios positivos) ainda que em volume insuficiente para contrariar as perdas ao nível dos respectivos saldos naturais (PTDNA, 2008).


A evolução da densidade populacional, de 2001 a 2008, de cada um dos doze municípios em análise. Verifica-se uma quebra generalizada das densidades populacionais quer dos municípios

quer da região. O município de Campo Maior é o único que foge a esta tendência registando uma densidade populacional maior em 2008 do que em 2001.

Em relação à estrutura etária da população residente no território em análise o envelhecimento da população também se acentuou a partir da década de 50 do século XX.

O território em estudo apresenta um elevado envelhecimento populacional, registando cerca de 30% da sua população com mais de 65 anos. É nos municípios de Gavião e de Nisa que o envelhecimento populacional é maiselevado, representando cerca de 39 e 36% da população residente, respectivamente.

Como se pode observar, os índices de envelhecimento destes doze concelhos são bastante elevados em relação à média nacional (104,5%) e mesmo em relação ao valor da região (162,6%) e da sub-região Alto Alentejo (195,7%). O concelho de Gavião é o mais envelhecido com um índice de envelhecimento de 429,6%, seguido do concelho de Nisa (369%), Crato (333,9%) e Marvão (295,2%).

Os concelhos de Elvas e de Campo Maior são os concelhos mais jovens do território em análise.

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL / Agenda 21 Local. O Caso de Estudo do Norte Alentejano. /Maria José Almeida Dias de Sousa / Lisboa / 2009 / DISSERTAÇÃO ORIENTADA PELO PROFESSOR DOUTOR FILIPE DUARTE SANTOS E PELO PROFESSOR DOUTOR JOÃO FARINHA.http://hdl.handle.net/10451/

publicado por DELFOS às 12:26
11 de Fevereiro de 2011

FREGUESIA DE MARGEM

ANOS ... POPULAÇÃO

1864 ... 586
1878 ... 739
1890 ... 680
1900 ... 774
1911 ... 1091
1920 ... 1217
1930 ... 1560
1940 ... 1804
1950 ... 2024
1960 ... 2073
1970 ... 1540
1981 ... 1480
1991 ... 1245
2001 ... 1026
publicado por DELFOS às 00:35
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO