14 de Março de 2011

E na, "A mais ouvida no Alentejo", o jornalista Gabriel Nunes reporta  a 13 de Março na referida antena:

"Os eleitos de 46 das 86 Juntas de Freguesia do distrito de Portalegre, reunidos no I I Encontro Distrital mostraram-se, sábado, contra a extinção ou fusão de freguesias decorrente da reorganização administrativa.
Os autarcas reunidos no Centro de Congressos da Câmara Municipal de Portalegre defenderam ainda que as competências atribuídas às freguesias devem de ser acompanhadas de meios humanos e financeiros."
 
Meus caros, o blog assim olhando, pensando, Mas estes gajos, metade lhe falta à chamada...

Depois, fazendo melhor a conta, a referida malta consegue passar a metade por pouco.

Que o tempo não estava para brincadeiras, é uma muita  verdade. Estava chuvoso e frio, tempestuoso, que  é muita verdade. Mas... Quem gosta nunca lhe vira a cara ou lá o seu doce rosto e seja lá um vento muito violento ou que lá um doce gosto.
 
Que se calhar não se sabia ao que se ia e para o que se ia...
 
Não se sabe quais as que lhe faltaram.
As que lhe fizeram gazeta.
 
Que não é assim.
Não funciona assim.
É um tema muita importante para se lhe dar o abandono total.

A coisa que parece mais um dia de eleições, com uma abstenção muito elevada. Neste caso, ela mostrada pelos eleitos locais.
Que os eleitores estejam cansados de eleições, a coisa ainda vá lá que vá lá. Agora os eleitos estarem cansados, a democrática está ficando muito cansada e a base está-se pouco importando para este Alentejo e só aparece quinze dias antes das eleições.
 
Não basta estar contra se vos diga lá.
Não basta estar contra a extinção ou a fusão das mesmas.
A lei certamente que avança.
 
O que está em causa, é saber, aquelas que consoante a sua densidade populacional onde vão ser inseridas ou incorporadas. No tocante a umas terras de Gavião, as da Atalaia, esta mais pequenina esta alma mais nortenha, onde irá a dita ser incorporada? Ou como será a sua fusão(?), a título de exemplo se questiona. Irá para a da Comenda ou irá para a do Gavião?
 
É discutível meus caros... É apenas um exemplo, entre muitos.
 
Ainda hoje, um jornal relata, o governo está preparar a extinção de mil freguesias.
 
Neste Alentejo, neste Alto Alentejo, a gazeta que se lhe demonstrou, o blog pensa que não tem queijo limiano e nem nunca vai haver queijo limiano por estas terras alentejanas...
 
E depois se lhe diga que a informação circula! Que se sente as necessidades do povo ou lá plebe ou a mais pura treta se regista na margem de um rio que corre tão seco e deserto...
publicado por DELFOS às 14:49
05 de Março de 2011

Mas estas terras a ficar muito bravias ou lá um sem porto ou abrigo e a ser obrigado a comer tempestades de areia em um deserto que se vai alongando e sem poder por no bordo no prato, o Sócrates que pensando e julgando que existindo olha só Lisboa e áreas metropolitanas e esquece a regionalização lá no fim do mundo em um país real e profundo em sua viagem por Lisboa e o povo diz que ele é muito sexy e de boas parecenças e que não é estroina ou fogo que se vá lá ver que tem sempre razão ou uma pequenez tão tamanha em uma pedra ainda tão lascada e gosta muito da filosofia do homem e de suas falas e fogo é uma comédia para quem pensa e uma tragédia para quem sente...Olhando mas que olhando e sentindo esta Arez ou uma terra de Arez em lá uma canoa em seus rios e ribeiros  No numeramento de 1732 indica-se que Arez tinha perto de 340 habitantes... e copiando e juntando a WIKIpédia 362 habitantes (2001) apetece dizer que o povo não tem razão e um raio cai no mesmo sítio e a água que passando continua a passar pelo mesmo sítio e a de Castelo da Comenda lhe segue a mesma pisada e diz que apoia a cultura e não lhe conhece a sua origem e lhe falando numa doutora a não colocando se lhe regista mesmo o deserto e grave é ainda o mais o político lá da praça não informando os seus súbitos do seu reino sobre o resultado dos Censos e a plebe ou lá o povinho a andar na ignorância até que o INE se os lembre de os desbloquear em um tempo a dois a três anos  e diz que a informação circula como se não fosse um faz de conta em linhas que cose e corta e uma gotinha muita miudinha caindo de rosa que se diz formosa e muito bela mas que em seu perfume sabe muito a pouco e não lhe tapa o oco e o vazio...

publicado por DELFOS às 16:16
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO