17 de Março de 2011

Eles foram a fina flor ou lá posição social elevada num porte de pouca grossura ou sem uma espessura de pouca lá largura e o macio era agradável o seu tacto e com muito boa qualidade eram vistos com uma certa distânca e o chapéu na mão...

Foram aventureiros na sua audácia por estas terras de Gavião no Alentejo e por eles foram conquistadas ............................................................................................................................................................................................................................

Certamente que o blog "A TERRA do ALTO ALENTEJO" volta.

Não é e nunca o será uma imagem que vale por mil palavras. Ficará na filosófica campestre, a interrogação se esta sociedade conseguiu evoluir ou se ela apenas continua a ter o puro desejo de regredir. As dúvidas o blog tem, se ela não é mais racista com uma parceria ostracista e xenófoba em tempos que lá muito passados... 

 



 

 

Para lá daquilo que possa aparentar, o nobre senhor que não usa barba e nem bigode, o seu olhindo devia estar muito aberto para o negócio....

 

 

 

O blog acredita que foi pela mão da sua muito querida donzela e bela e muito querida filha e sua a lá formosura e umas terras por estas bandas e zonas do senhor do lado que a coisa se tornou um império e destrona o Ramiro Leão e não se lhe diga que não e que só se lhe deia Ramiro e Eusébio Leão ...............

 

 

 

 

 

 

 1 comentário:

 

Parece o blog estar um pouco enganado. É que a Donzela, neta, filha e sobrinha de Manuel, António e Adriano, apesar das suas muitas terras tinha o Império muito endividado. Foi graças ao Sr. do lado, homem da Anadia, com o seu dinheiro que o império foi recuperado, a ponte de Belver construída , o Gavião modernizado. Amigo de Ramiro e de Ester foi pelos amigos de Eusébio e outros patrícios, por bem fazer em Gavião, assassinado.
José Carmona a 28 de Fevereiro de 2011 às 10:22
 
 
Ora viva lá meu caro.
As minhas desculpas por só agora lhe responder. As desculpas essencialmente por não ser onde o amigo comentou. A razão se prende onde são vários espaços a dizer o mesmo, onde a razão fundamental se um dia tiver possibilidade de registar o meu domínio, se espera apenas que não se venha a ter problemas com o mesmo, por isso se está administrando vários espaços, na tentativa de fugir a um adversário e não encontrar o mesmo nome.
 
Diz o caro que estou enganado. É possivel. Mas sabe que tenho dúvidas. É apenas um puto desempregado que escreve e tenta registar um património num concelho, que não é o seu, a viver de um café por dia e sem nenhum rendimento minímo, sem dinheiro no bolso, até ao presente, digo-lhe que é uma vitória a informação que conseguiu até ao momento. Que lamenta não poder ir mais longe, porque o político da praça, o presidente da cãmara não lho permite, e, se calhar "pode estar um pouco enganado". Mas quando escreveu o que escreveu foi apenas e tão sómente baseado nas fotografias expostas e nelas apenas se inspirou. Na falta de informação, a que existe também lhe é recusada, então vamos para a ficção. Apenas e tão só falar de Eusébio e Ramiro é mesmo muita pouco num concelho que diz que apoia a cultura. Existe outros valores, como o Rolão Preto ou o capitão Mergulhão no séc. XV a serem valorizados... 
 
DELFOS
publicado por DELFOS às 03:10
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
15
20
22
24
27
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO